Web Designer / Photography

Paroquia

Benção e Procissão de Ramos

Ramo de Oliveira & Cajado com as fitas

Teve início a Semana Santa em Amarante

As paróquias de São Gonçalo e São Veríssimo encetaram este Domingo a dinâmica que compõe a celebração da Páscoa da Ressurreição. Assim, pelas 09:45, no tradicional Domingo de Ramos, a Igreja recordou a entrada de Cristo em Jerusalém para consumar o Mistério Pascal.

O encontro teve lugar no lugar da Torre (Bucas), com as crianças da catequese reunidas nos seus grupos, levando os respectivos ramos de oliveira. Os pais das crianças que realizaram a dinâmica quaresmal levavam um bastão onde semanalmente foram colocadas fitas com uns dizeres denominados de “impossíveis”.

Após a benção dos ramos, a procissão rumou pela Rua Sá Carneiro, descendo pela Rua Cândido dos Reis em direcção ao Mosteiro de São Gonçalo onde teve lugar a celebração da Missa dominical.

A semana santa continuará, com destaque para as celebrações na Igreja de São Gonçalo. Do programa consta, na quinta-feira ao final da tarde, a celebração da Ceia do Senhor, que inclui o Rito do Lava-pés; à noite, o concerto de Páscoa. Na sexta-feira santa, a celebração da Paixão do Senhor, pelas 15 horas, altura em que as mães das crianças da catequese que participaram na dinâmica quaresmal entregarão o saco com as realizações para tornar “os impossíveis possíveis”. No Sábado à noite, terá lugar a Vigília Pascal, “a noite em que o tempo e a eternidade deram as mãos”, com as Liturgias da Luz, da Palavra, Baptismal e Eucarística. Por fim, no Domingo, celebra-se a Páscoa do Senhor, com as celebrações dominicais às 11 e 19 horas.

É também no Domingo e segunda-feira que têm lugar as tradicionais visitas aos domicílios por todas as freguesias da cidade.

| Ver mais fotos |


De pais para filhos

Ter um filho, plantar uma árvore e escrever um livro

A comunidade paroquial de São Gonçalo e São Veríssimo quis neste ano de 2011 aproveitar o dia do Pai muito próximo do dia da Árvore e construir a trilogia: “ter um filho, plantar uma árvore e escrever um livro”.

Por esse motivo, fizeram coincidir a Festa do Pai-Nosso do segundo ano da Catequese com o dia 19 de Março, com uma bonita cerimónia realizada no final da tarde de Sábado, no Mosteiro de São Gonçalo. No final da mesma, foi apresentado o livro “de pais para filhos”, constituído por mais de 200 testemunhos escritos dos pais e os desenhos das crianças.

Tal como o Padre José Manuel Miranda Ferreira aponta no livro, foi pedido às famílias que “partilhassem a vivência de se saberem recebidos pelo dom da vida dos pais nos filhos e dos filhos nos pais e o pusessem em papel o que o Espírito vai escrevendo nos seus corações”.

No dia seguinte, Domingo, foi o dia propício de “deitar raízes, de dar fruto e de lançar as sementes”. Ao início da tarde, em terreno camarário junto à Escola EB de Telões, um a um, os pais puderem plantar uma árvore, completando assim a trilogia citada.

Esta foi a maneira encontrada pelas Paróquias de São Gonçalo e São Veríssimo e seus grupos de catequese, com a preciosa colaboração e auxílio do Corpo Nacional de Escutas – Agrupamento 448 de Amarante, para comemorar estas datas tão simbólicas e importantes para nos estimular e encher de alegria face às imensas contrariedades da vida quotidiana.

Assim reza o prefácio: “Abramos o nosso coração à Primavera definitiva, à Primavera da Vida a despontar e a começar sempre de novo, deixemo-nos renovar, deixemo-nos envolver pela água que nos vem da fonte da vida. Plantemos a nossa vida perto da torrente, como quem constrói a sua habitação sobre a rocha.”