Web Designer / Photography

Desporto

De Amarante para o Mundo

Complexo Desportivo

Complexo Desportivo

A época 2014/2015 iniciou com grande expectativa após a inauguração do Complexo Desportivo, que inclui 2 campos sintéticos novos. A adaptação decorreu normal e rapidamente, e o Amarante FC dispõe agora de infra-estruturas ímpares na região: um estádio multi-funcional inaugurado em 2006, com capacidade para cerca de 7.500 pessoas, e que inclui ainda bar, secretaria, salas de técnicos e de reuniões, departamento médico, vários balneários e divisões de apoio, jacuzzi, sauna, banho turco, e um ginásio que começou a ser explorado na época transacta. Além disso, o novo Complexo Desportivo contempla, 2 campos sintéticos, um de futebol de 11, outro de futebol de 7 e ainda um campo de treinos em terra batida, tudo com as habituais infra-estruturas de apoio.

(mais…)


Final de Época dos Gonçalinhos (AFC)

Terminou a época da escola de formação do Amarante Futebol Clube “Os Gonçalinhos”, com um treino aberto à participação dos pais e/ou encarregados de educação, com música e animação por parte dos técnicos e estagiários.

Na semana anterior, terminou igualmente uma das atividades que mais tem cativado os miúdos que compõem a escola –  o torneio de futebol de rua – este ano apadrinhado por um jogador das escolas de formação do AFC durante 9 anos e que atualmente milita no Rio Ave: Ricardo Vaz, mais conhecido por “Tarantini”. Após uma breve conversa com os miúdos onde deu a conhecer a sua experiência, Tarantini teve depois a oportunidade de apitar os inícios dos jogos. No final, os vencedores receberam bolas por si autografadas e os vencidos, uns diplomas de participação.

Aproveitou-se igualmente a ocasião para premiar a excelência escolar, oferecendo um diploma de mérito aos melhores alunos do 1º e 2º ciclos. Esta iniciativa surge como um meio de distinguir e potenciar o sucesso escolar, assumindo-se deste modo o futebol, como um importante aliado na educação e formação integral dos alunos. Entende o Amarante Futebol Clube que, para além da formação futebolística, as suas escolas de futebol, neste caso particular os Gonçalinhos, devem constituir como um local de cultura de valores humanos e sociais, educativa e pedagogicamente relevantes.

Em 2012/2013, os Gonçalinhos apresentaram-se com uma organização e estrutura muito bem definidas, observando num total 133 miúdos e gerindo ao longo do ano cerca de 95 crianças, dos 4 aos 12 anos divididos em grupos tendo em conta a idade e o seu desenvolvimento técnico e físico. As equipas de Avançado (1 equipa), Intermédio (1 equipa), Básico (3 equipas) e Iniciação (2 equipas), contaram com 6 treinadores fixos e 6 estagiários a auxiliar, num esforço meritório por parte da Direção que aposta muito na formação juvenil.

Um balanço muito positivo para este escalão pré-competitivo que procura integrar os miúdos para uma prática desportiva saudável, incutindo-lhes algum rigor, disciplina e autonomia que serão  importantes no seu crescimento como homens/mulheres.

[ Fotos ]


Encerramento da Época dos Gonçalinhos (AFC)

Finais do Torneio de Futebol de Rua

 No passado Sábado, encerrou a época para o escalão pré-competitivo do Amarante Futebol Clube denominado “Os Gonçalinhos”. Após um breve treino ligeiro no campo principal, o ponto alto aconteceu com o aparecimento de Nuno Ribeiro, mais conhecido por Nuno Gomes, 77 vezes Internacional pela Seleção Portuguesa, ex-jogador do Boavista, Benfica e Fiorentina, atualmente, no Sporting de Braga.

Após uma breve conversa com os miúdos onde deu a conhecer a sua experiência no Amarante Futebol Clube – onde começou – Nuno Gomes teve depois a oportunidade de dar o pontapé de saída de um dos encontros das finais do Torneio de Futebol de Rua, que apadrinhou e teve o seu nome este ano. Os vencedores receberam bolas por si autografadas.

Em 2011/2012, os Gonçalinhos apresentaram-se com uma organização e estrutura muito bem definidas, observando num total 194 miúdos e gerindo ao longo do ano cerca de 120 crianças, dos 4 aos 12 anos divididos em grupos tendo em conta a idade e o seu desenvolvimento técnico e físico. As equipas de Avançado (1 equipa), Intermédio (2 equipas), Básico (3 equipas) e Iniciação (2 equipas), contaram com 7 treinadores fixos e 5 estagiários a auxiliar, num esforço meritório por parte da Direção que aposta muito na formação juvenil.

Para fazer face à falta de competição regular, para além do Torneio de Futebol de Rua já citado, os Gonçalinhos tiveram iniciativas importantes que visaram dar algum caráter competitivo aos miúdos, como sejam torneios mensais (FCP Dragon Force, Geração Benfica Fafe, Guimarães, Freamunde, Paços de Ferreira, Penafiel e Várzea Fut), um Torneio de Habilidades Técnicas, treinos especiais (descalços, de Natal, com os pais, etc.). Foram também premiados os jogadores dos meses e não ficou esquecida a parte da formação académica e escolar, com a distinção dos alunos com melhores notas e ainda a realização de um Colóquio sobre o “Futebol e a Obesidade Infantil”.

Um balanço muito positivo para este escalão pré-competitivo que procura integrar os miúdos para uma prática desportiva saudável, incutindo-lhes algum rigor, disciplina e autonomia que serão  importantes no seu crescimento como homens/mulheres.

[ Fotos ]


I Torneio Benjamins Cup 2012

O feriado do 1º de Maio foi o dia escolhido para realizar o I Torneio de Futebol de Benjamins, no Estádio Municipal de Amarante. Para além da equipa principal de Escolinhas (Benjamins) do Amarante Futebol Clube que, no passado Sábado se tornou campeã da Série 1 de Juniores E em Futebol de 7 da Associação de Futebol do Porto; participaram ainda as equipas do FCP – Dragon Force, Vitória de Guimarães, Scuola AC Milan, Penafiel e o GD de Chaves.

O certame decorreu durante o dia todo, realizando-se da parte da manhã e início da tarde o campeonato entre todas as equipas. As meias-finais e a própria final, realizada entre o Vitória SC e o AC Milan, foram apenas decididas através do sistema de desempate pela marca de grande penalidade, o que reflete bem o equilíbrio entre as equipas convidadas.

No final, saiu vencedora a equipa do Scuola AC Milan. Completaram o pódio o Vitória de Guimarães e o Penafiel. O AFC ficou no 5º lugar após uma emocionante última jornada do campeonato em que esteve muito perto de se poder qualificar para as meias-finais.

Para além das respetivas taças entregues aos 3 primeiros classificados, houve prémios de participação para todas as equipas e distinguiram-se ainda João, como melhor Guarda-Redes e Pedro, como o melhor jogador do torneio. Ambos são do Vitória SC.

Para além da importância de um evento deste género para a cidade, de destacar ainda a irrepreensível organização do Amarante Futebol Clube, seus dirigentes e treinadores que fizeram com que este torneio fosse um sucesso.

[ Fotos ] [ Jornal “Sem Margens” ]


Futebol e Escola são indissociáveis

Gonçalinhos e Benjamins premiados por Excelência Escolar

As Escolas de Formação do Amarante Futebol Clube, nomeadamente, o escalão pré-competitivo “Os Gonçalinhos” continuam a enriquecer a actual época desportiva com uma série de iniciativas que merecem destaque.

Após 2 fins-de-semana consecutivos com torneios, onde se deslocaram a Fafe para defrontar a congénere do Benfica e receberem os Castorzinhos do Paços de Ferreira; Sábado passado realizou-se o I Torneio de Habilidades Técnicas e no Domingo, foram premiados atletas no âmbito da iniciativa de Excelência Escolar, em conjunto com os Benjamins, as primeiras escolinhas competitivas do clube.

Esta última iniciativa surge como um meio de distinguir e potenciar o sucesso escolar, assumindo-se deste modo o futebol, como um importante aliado na educação e formação integral dos alunos. Entende o Amarante Futebol Clube que, para além da formação futebolística, as suas escolas de futebol, neste caso particular os Gonçalinhos e os Benjamins, devem constituir como um local de cultura de valores humanos e sociais, educativa e pedagogicamente relevantes.

Assim, no intervalo do encontro AFC x Gondomar no Estádio Municipal de Amarante, foi entregue um diploma e uma T-Shirt desta iniciativa aos vencedores do 1º período lectivo. Pelos Gonçalinhos, foram distinguidos Simão Sousa Silveira (1º Ciclo) e Tiago da Costa Lopes (2º Ciclo); pelos Benjamins, João Pedro Pereira (A), Rúben José Cunha (B) e Bruno Manuel Teixeira Carvalho (C).


goncalinhos.amarantefc.pt

Dando continuidade à reconhecida qualidade das escolas de formação, o Amarante Futebol Clube apostou forte na época de 2011/2012 nos “Gonçalinhos”, escalão pré-competitivo do clube. Para além de reforçar a componente técnica, esta escola de formação estruturou os grupos em 4 níveis (Avançado, Intermédio, Básico e Iniciação), num total de 8 equipas, alargou as idades dos 4 aos 12 anos e abriu a possibilidade de integração de raparigas. Conta neste momento com cerca de 125 atletas.
.
Além disso, tem hoje um vasto leque de actividades no intuito de criar condições para a preparação dos miúdos para uma vertente competitiva, não esquecendo a formação pessoal e humana. Para além dos 2 treinos semanais, de encontros/torneios mensais contra as congéneres da zona e ainda de participação em jogos das equipas principais, das novidades desta época, destacam-se:
.
  • Bolsa de mérito: avaliação contínua dos atletas e recompensas mensais pelo desempenho, nomeadamente, a inclusão nos treinos de Escolinhas do clube durante um mês.
  • Habilidades Técnicas: análise de vídeos de truques, fintas, habilidades efectuadas pelos melhores jogadores do Mundo e aplicação das mesmas nos treinos.
  • Torneio de Futebol de Rua “Nuno Gomes”: a simulação do método de aprendizagem mais natural, que se tem perdido e que tantos craques gerou no passado. Um 2 contra 2 em ambiente “urbano”, sem árbitro, com as regras “da rua”, um estímulo à criatividade pessoal, ao “desenrasque”, à competição.
Na sequência destas iniciativas, o clube abriu uma secção própria do site do clube a fim de, tanto os atletas como os pais que os acompanham, estarem sempre a par das notícias e acontecimentos que ocorrem semanalmente. O “link” ou endereço directo é http://goncalinhos.amarantefc.pt e lá pode-se igualmente consultar as condições, regulamento e características desta escola de formação.
  
in Jornal de Amarante, 24/11/2011
.

Apresentação dos Gonçalinhos – AFC

Os Gonçalinhos tiveram a sua apresentação no início e intervalo do encontro entre o plantel sénior principal do AFC e a equipa dos Aliados de Lordelo. Primeiro, na subida ao relvado, acompanhado os intervenientes do jogo, depois numa apresentação individual. No final da mesma, foi entregue uma bola assinada por toda a equipa ao miúdo Marcelo, o mais assíduo do ano anterior.

Os Gonçalinhos são o escalão pré-competição do Amarante Futebol Clube, constituído por crianças a partir dos 4 anos de idade, procurando integrá-los para uma prática desportiva saudável, incutindo-lhes algum rigor, disciplina e autonomia que serão  importantes no seu crescimento como homens. Aos Gonçalinhos serão ensinadas as primeiras noções de treino e jogo em equipa, com maior ou menor rigor, consoante as idades. Para tal, o clube disponibiliza alguns dos seus técnicos profissionais.

No total, estão já a treinar mais de 100 miúdos, naturalmente que neste Domingo não se encontraram todos presentes.

| Fotos |


Torneio de Encerramento da Época dos Gonçalinhos

O Estádio Municipal de Amarante foi palco, no passado dia 11, da parte da manhã, do torneio de encerramento da época 2010/2011 dos Gonçalinhos do Amarante Futebol Clube.

As equipas convidadas foram o Dragon Force Team e os Estrelinhas, escalões equivalentes do Futebol Clube do Porto e Freamunde Futebol Clube, respectivamente. Como habitualmente, este tipo de torneios ocorre com jogos em simultâneo, previamente escalonados e com o relvado principal dividido de forma a poder-se assistir aos mini-encontros de Futebol 3×3, 5×5 e 7×7.

No final, alguns dos pais resolveram reunir-se e, munidos de farnéis, promoveram com técnicos e directores um almoço de confraternização nas instalações do estádio, num clima de festa e também de despedida da época.

Relembramos que os Gonçalinhos são o escalão pré-competição do AFC, constituído por crianças a partir dos 4 anos de idade, procurando integrá-los para uma prática desportiva saudável, incutindo-lhes algum rigor, disciplina e autonomia que são  importantes no seu crescimento como Homens. Ali, aprendem as primeiras noções de treino e jogo em equipa, com maior ou menor rigor, consoante as idades sendo que o clube disponibiliza alguns dos seus técnicos profissionais e estagiários.

Ao longo desta época desportiva, 135 miúdos experimentaram esta metodologia de treino; alguns passaram directamente para os escalões competitivos, alguns (poucos) não se adaptaram e, no final, registavam-se cerca de 100 atletas inscritos, um número bastante mais elevado do que nos anos anteriores.

Este género de iniciativas como a que se realizou no passado Sábado, assim como a subida com a equipa sénior em dias de jogos são as actividades em que os miúdos podem sentir um pouco da vertente competitiva do futebol para, se um dia enveredarem pela carreira desportiva, terem alguma experiência e rotina.

| Fotos |


Sofrer até ao último minuto

AFC é campeão da Série B da III Divisão

Porque motivo o futebol desperta tantas paixões? Porque motivo as adversidades do quotidiano são esquecidas quando nos sentamos numa arena à volta de um rectângulo relvado para assistir a 22 homens a degladiar-se por uma bola?

 

Quem assistiu ao encontro do passado Domingo, dia 29 de Maio, entre a equipa principal da cidade, Amarante Futebol Clube e o Joane, ficou a perceber o porquê. O Estádio Municipal foi palco não só de um jogo de futebol decisivo para a subida da equipa a um escalão superior, mas sobretudo de festa, antes, durante e após o jogo.

As entradas eram gratuitas para as senhoras e crianças/adolescentes até aos 16 anos, por isso, apenas podemos estimar, mas com algum grau de fiabilidade, que estiveram cerca de 4.000 pessoas. Com a bancada principal completamente cheia, com pessoas de pé ou nas escadas, acrescentou-se uma bancada superior muito bem composta, isto apesar do tempo chuvoso.

A festa começou bem cedo com um arruado pela cidade de bombos e gigantones trajados com o equipamento alvinegro. Depois, entraram no estádio minutos antes do encontro. Com eles, os “Gonçalinhos”, escalão de pré-competição do AFC, trazendo um enorme toldo com motivos do clube e da cidade; e ainda um grupo do “Programa Escolhas – Projecto de Percursos Integrados” munidos de balões coloridos. Perfilaram-se todos para a bancada central e no momento da subida das equipas ao relvado, os balões foram lançados. Para animar ainda mais o ambiente, todos os jogadores das equipas de formação estavam equipados a rigor.

Relativamente ao jogo, esse, revestia-se de carácter decisivo, encontrando-se o Amarante Futebol Clube a necessitar de um ponto para garantir um dos 2 lugares que davam acesso à subida à II Divisão. E o jogo começou de forma serena, inclusivamente com um remate de algum perigo por parte dos amarantinos. Mas, no minuto 23, o estádio gelou quando Pedro Carneiro travou um perigoso contra-ataque adversário, tendo sido expulso por a falta ter sido cometida quando o jogador ia isolar-se e ficar no enfiamento da baliza.

Apelou-se ao espírito de sacrifício dos jogadores, que não regatearam esforços, e o jogo tornou-se sobretudo numa batalha a meio campo com alguma virilidade à mistura. Nas bancadas, os incentivos dos atletas juvenis com eco na bancada contrária por parte da claque amarantina não deixavam o espírito esmorecer.

Mas, na verdade, com o conhecimento de que o jogo das equipas concorrentes à subida não dava margem de manobra para erros e um golo sofrido poderia ser fatal, os nervos começaram a sentir-se. E um remate perdulário de Tiago Silva por cima da trave seguido de ou outro calafrio junto à área amarantina serviram para aumentar a ansiedade.

Os 5 minutos de desconto foram arrepiantes com algumas bandeiras desfraldadas e a assistência a cantar: “Campeões, campeões, nós somos campeões…”. Mas o cenário de subida, mais a mais como campeã da Série,  poderia num minuto transformar-se num ingrato terceiro lugar. Por isso foi um momento de explosão quando o apito final soou e os intervenientes no jogo e as pessoas na bancada se abraçavam efusivamente.

A invasão de campo foi inevitável. E os jogadores mantiveram-se no mesmo, junto daqueles que os apoiaram nesta longa caminhada. Na hora da descompressão, a festa fez-se no relvado com familiares e adeptos, em privado no balneário, já de noite numa volta pela cidade de autocarro, num retemperar de forças num jantar em grupo e por fim, noite dentro de novo junto dos amigos.

Reeleição

E porque o dia seguinte foi dia de trabalho, teve lugar na passada segunda-feira a Assembleia Geral para eleição dos Corpos Sociais do AFC para o mandato dos próximos 2 anos. Não foi uma Assembleia Geral muito concorrida e candidatou-se apenas uma lista que, com uma ou outra alteração de pormenor, manteve praticamente o elenco dos corpos sociais anteriores. Assim, na estrutura do clube mantiveram-se os Presidentes: da Assembleia Geral, Sr. João Pedro Soares Pinheiro; da Direcção, Prof. Eduardo Jorge Medeiros Pinto; e do Conselho Fiscal, Engº. José Francisco da Silva Fonseca. Foi agendada para o próximo dia 8 de Julho, pelas 21 horas, a tomada de posse dos órgãos eleitos.

| VER GALERIA DE FOTOS COMPLETA |


Uma vida inteira dedicada ao futebol

Na passada sexta-feira, faleceu Ernesto Barrigana, com 64 anos de idade, vítima de doença prolongada. As instalações da Casa Mortuária da Misericórdia foram pequenas para acolher todos aqueles que quiseram prestar a última homenagem a uma pessoa querida da cidade, pese embora as suas raízes não fossem locais.

No entanto, conquistou os corações dos amarantinos pela maneira afável, voz meiga e sincera com que lidava com as pessoas. Não se lhe conhecem inimizades porque era de facto uma pessoa apaziguadora e dedicada aos problemas dos amigos. E a prova desse reconhecimento esteve na manhã cedo de Domingo, ao juntarem-se dezenas de pessoas na última despedida pois foi a sepultar em Alcochete, de onde era natural.

Também no desporto deixou a sua marca, a de um líder, daqueles que o são, naturalmente. Como jogador de futebol, foi suplente nas camadas jovens do Sporting Clube de Portugal do conhecido Vítor Damas. Jogou no Boavista, Tirsense, Leixões e Sporting de Espinho. Foi treinador do Amarante Futebol Clube e era actualmente o Presidente da Direcção do Núcleo Sportinguista de Amarante, instituições que se fizeram representar em sinal de profunda gratidão.

Importante foi também o legado que deixou para as gerações seguintes. Os seus filhos Hélder e Pedro Barrigana não só representaram o clube da cidade como este último fez carreira em clubes como o Sporting, Farense e Santa Clara. Actualmente, um dos seus netos milita nas camadas jovens do AFC e outro no FC Lixa.

Por esse motivo, a sua memória e ensinamentos permanecerão vivas.